O que é o Nitrato?

O que é Dureza na Água?
19 de julho de 2016
Sulfeto de Hidrogênio na Água
30 de agosto de 2016

Contaminações: Nitrato

Dificuldade do Texto: Média

Nitrato (NO3) é a composição de Nitrogênio e Oxigênio. O Nitrogênio é essencial para a vida, porém alta concentração de Nitrato na água potável pode ser perigosa para a saúde, especialmente para lactentes e mulheres grávidas. O Nitrato pode ser encontrado no ar, no solo, na água, em plantas e nos dejetos animais. O homem também adiciona Nitrato ao ambiente através dos fertilizantes.

Como o Nitrato aparece na água?

Altas concentrações de Nitrato em águas provenientes de poços artesianos normalmente são resultados de uma perfuração inadequada, da localização do poço, do uso exagerado de fertilizantes na região em que o poço foi perfurado ou da ausência de um tratamento adequado de dejetos animais, ou mesmo humanos.

Fontes de Nitrato que podem poluir o seu poço são: fertilizantes, fossas sépticas, confinamentos de animais, efluentes industriais e rejeitos de alimentos processados.

Os poços podem ficar mais vulneráveis a esta contaminação após enchentes, principalmente se o poço for raso, que tenha sido perfurado ou escavado, e que tenha sido submergido pela enchente por um período longo.

Como eu posso descobrir se há muito Nitrato na minha água?

O valor máximo permitido para este contaminante na água potável, de acordo com a Portaria do Ministério da Saúde nº 2.914, de Dezembro de 2011, é de 10 mg/l.

Se você suspeita de algum problema e a sua água provem de um poço ou outra fonte particular, você pode procurar por um laboratório de análises químicas na sua cidade. Possivelmente o Senai ou uma Universidade poderá lhe providenciar tal análise.

Com que frequência devo analisar a água proveniente do meu poço?

É uma boa ideia ter uma rotina de analisar a água do seu poço a fim de saber se há contaminação por Nitrato. Uma análise a cada dois anos pode ser o suficiente, pois os poços possuem grande estabilidade na sua qualidade, quando comparados aos rios e lagos. Esta periodicidade deve ser reduzida a partir do momento que você detectar alguma mudança considerável na qualidade da água.

O que fazer se houver excesso de Nitrato na minha água?

  1. Se a concentração de Nitrato for superior ao limite máximo permitido pelo Ministério da Saúde (10 mg/l), não dê a água a bebês com menos de 6 meses de idade, seja diretamente ou como em parte da fórmula de algum alimento. Bebês nesta idade devem ser providos com água cuja fonte foi analisada e que possua resultados de Nitrato e Bactérias dentro do estabelecido pela norma vigente.
  2. Não ferva a água para “tratar” altas concentrações de Nitrato. O Nitrato não é removido da água através da fervura. Na verdade, a fervura só concentra ainda mais o Nitrato na água.
  3. Contrate uma equipe especializada para inspecionar o seu poço. É sempre uma boa ideia inspecioná-lo, caso seja um poço antigo. Poços antigos tendem a possuir sua estrutura já danificada pelo tempo. Contaminações por Nitrato e bactéria às vezes são causadas por falhas estruturais que permite que a água contaminada presente na superfície entre no poço. Reparar o poço, ou construir um novo poço profundo normalmente resulta em reduções significativas na concentração de Nitrato.
  4. Identifique e remova fontes de Nitrato próximos ao poço. Fertilizantes, dejetos de animais e sistemas de tratamento de esgoto devem ser localizados e observados para que não contaminem o poço. Se uma fonte de Nitrato está muito próxima ao poço e não pode ser removida, então você deve considerar em ter o seu poço fechado por completo e perfurar um novo em local que não sofra interferência destas fontes.

Como eu removo Nitrato da minha água?

Aquecer ou ferver a sua água não irá remover o Nitrato. Como parte da água irá evaporar durante o processo de fervura, a concentração de Nitrato na água irá aumentar. Filtros de carvão ativado, de polipropileno, ultrafiltração ou desinfecção com cloro, ou outra substância química não também irá remover o Nitrato da água.

O Nitrato pode ser removido da água usando tratamentos como filtros de troca iônica, destilação ou osmose reversa.

Lembre-se de analisar com frequência, pelo menos uma vez ao ano, caso instale um sistema de tratamento, para ter certeza de que o problema está controlado.

Devo realizar análises para algum outro contaminante na minha água de poço?

Sim, veja o artigo “Quais contaminantes devo monitorar na minha água de poço?”.

Compartilhe

Os comentários estão encerrados.

Skip to content