Poços Artesianos Privados

Quais contaminantes devo monitorar na minha água de poço?
4 de setembro de 2016
Filtro de carvão ativado
Filtro de Carvão Ativado
4 de setembro de 2016

Normas: Poços Artesianos

À medida que os custos cobrados pelo m³ da água sobem e a falta de água se difunde pelo Brasil, mais residências optam por suprir suas necessidades através de formas alternativas, onde uma dessas fontes de água acaba sendo poços artesianos. Atualmente 39% da população brasileira é abastecida por águas subterrâneas, 47% são abastecidas por águas superficiais e 14% por fontes mistas (subterrâneas e superficiais).

Um documento elaborado em 2010 pela ANA (Agência Nacional da Água), o Atlas Brasil – Abastecimento Urbano de Água (Panorama Nacional Volume 1) mostra que 55% dos 5.565 municípios brasileiros apresentaram problemas de abastecimento diante da demanda requerida de água.

Juntamente com a perfuração de poços, podem surgirproblemas na qualidade da água, pois nem sempre elas se enquadram à Portaria nº 2.914, de 12 de Dezembro de 2011, do Ministério da Saúde. Se contaminada, a água pode causar doenças quando utilizada para consumo. As contaminações de poços podem ser provenientes de muitas fontes, incluindo:

  • Infiltrações provenientes de aterros;
  • Fossas sépticas com problemas;
  • Tanques subterrâneos de armazenagem, com vazamentos;
  • Fertilizantes e pesticidas;
  • Escoamento de águas urbanas.

Se a sua família utiliza água proveniente de poço, você sabe se ela é segura para beber? Quais riscos de saúde podem você e sua família se defrontarem? Você conhece algum especialista para aconselhá-lo?

As informações neste website poderão lhe ajudar nos primeiros passos e nossos técnicos estão prontos para atendê-lo e auxiliá-lo a resolver eventuais problemas.

O Ministério da Saúde estabelece um padrão de potabilidade da água através da norma acima mencionada. Esta norma também recai sobre proprietários de poços artesianos e semiartesianos, conforme descrito no Capítulo I desta Portaria.

Diferentemente do que ocorre nos serviços de abastecimento público de água, os poços artesianos não possuem suas águas analisadas com tanta frequência, por isto, é importante ficar atento às mudanças que ocorrem na água, considerando sabor, coloração e odor.

Tipos de Poços

De forma geral, existem três tipos de poços:

  • Poços freáticos: São poços rasos e possuem maior possibilidade de serem contaminados, pois os contaminantes presentes no solo escoam rapidamente até o lençol que o alimenta. Também são conhecidos por Caipira ou Cacimba.
  • Poços artesianos: São poços que captam águas de reservas profundas e que não necessitam de sistema de bombeamento para trazer a água à superfície.
  • Poços Semiartesianos: Diferem dos poços artesianos por não possuírem pressão suficiente para levar a água à superfície, sendo necessário a utilização de bombas.

Construção do poço

A construção adequada do poço e sua manutenção contínua são chaves para a segurança do suprimento de sua água. Você pode obter maiores informações no CREA de seu Estado, ou mesmo entrar em contato com associações, como a Perfuradores.com.

A perfuração de poços está delimitada através de decretos federais, que exigem a licença prévia antes da perfuração, por isto a importância de entrar em contato com especialistas. Veja o Decreto Lei nº 11.445, de 5 de Janeiro de 2007.

O poço deve estar localizado em um ponto que não sofra inundações, pois a água da chuva pode trazer bactérias e produtos químicos que estão sobre a superfície para dentro do poço.

Certifique-se de que o material utilizado para perfurar o poço e para bombear a água são de boa qualidade. Tenha certeza de que a empresa responsável pela perfuração é registrada junto ao CREA de seu estado.

Mantendo o seu poço protegido

Veja também o artigo: Como Proteger o seu Poço

Para manter seu poço protegido de contaminações, fique atento se há alguma possível fonte de contaminações  por perto. Confira com a Agência Ambiental de seu estado, ou cidade os requisitos para manter seu poço resguardado. Possíveis fontes de contaminação podem incluir:

  • Fossas sépticas;
  • Granjas e silos;
  • Armazéns de fertilizantes ou agrotóxicos;
  • Tanques de combustível, ou outros químicos enterrados nas proximidades;
  • Aterros sanitários / lixões;
  • Plantações / área rural.

Abaixo algumas dicas para manter seu poço protegido:

  • Fique atento ao seu poço, verifique se há problemas , quanto antes você encontrá-los, mais fácil será reparar. Muitos proprietários se omitem do valor de uma manutenção na hora certa até que o pior aconteça.
  • Mantenha registros da instalação do poço, bem como de suas manutenções e reparos, bem como registros de testes com a bomba e análises de água. Tais registros podem auxiliá-lo a encontrar a solução para um eventual problema.
  • Proteja a área ao redor de seu poço. Seja cuidadoso ao armazenar e manusear produtos químicos e esgoto nas proximidades do poço. Boas práticas de manuseio destes produtos podem evitar problemas futuros.
  • Siga os conselhos da empresa que perfurou o poço a fim de evitar erosão e infiltração de água da superfície.

Se você tem dúvidas em relação a qualidade da sua água, entre em contato com a LITER para que possamos auxiliá-lo a encontrar a melhor solução.

Compartilhe

Os comentários estão encerrados.